Ano 2018

Ano 2018
O Jogo que te traz informações e mensagens para 2018!

terça-feira, 27 de março de 2018

Porque o ser humano escolhe alienar-se em vez de ser livre?


O ser humano nasce livre, no entanto, assim que vai crescendo, torna-se cada vez mais dependente do outro. Ou por valores que lhe foram incutidos, e vividos pelos que o rodeiam.
Os pais são, muitas vezes, possessivos, e consideram-se “donos” dos seus descendentes. Foi assim com eles, é natural que continue a ser o mesmo com os seus filhos.

Depois, quando as suas relações começam a desmoronar, e através do sofrimento, ou continuam a viver dessa forma, com medo do que desconhecem, ou podem escolher parar e começar outro caminho.

Muitos seres preferem escolher a zona de conforto, mesmo ao lado da dor. Ou porque acham que nada há a fazer. Ou porque não sentem forças. Ou porque acham que sem o outro, mesmo que se sintam magoados, não são nada. Então, escolhem viver de modo alienado. Escolhem a sobrevivência a Viver.

A insegurança, o medo, a desconfiança, a falta de integridade, falta de amor- próprio, valores materiais que consideram condicionantes, etc, são variáveis que determinam as escolhas e decisões.

O planeta vive um período de Mudança, e os seus habitantes – os seres humanos – ou acompanhem essa evolução/crescimento ou acabam por ficar na estagnação, nas águas paradas.

Há muitas formas de nos alienarmos. Tens consciência de que forma vives?

Por exemplo, se existem valores que te foram transmitidos que te pareceram sempre “bonitos”, no entanto, não te fazem sentir inteiro/a, consideras que são valores úteis? Ou mesmo aqueles que sentes que te não te trazem o feedback do que dás. Continuar a fazer o mesmo, será a estratégia?


Como te sentes? Perdido/a? Cansado/a de viver o mesmo?
Não entendes por que continuas a receber o que não dás?
Parece que o mundo está contra ti?
És verdadeiro/a contigo?
Confias em ti?
O que queres para ti?

Viver é simples. Pequenos gestos contigo próprio podem trazer-te alegria e conforto.
O primeiro passo é saber quem ÉS.

Muitas pessoas vivem em função do que esperam delas. Isso é seres tu? Conheceres-te muito bem e o que queres para ti, são duas etapas cruciais para que seja possível viver a transformação que desejas – ser feliz!

É um processo que é determinado pelo teu desempenho. Os hábitos são comportamentos automáticos, isto é, que acontecem sem controlo, qualquer gestão da tua parte. Ora, quando descobres que comportamentos não te trazem bem-estar, então, é um sinal de que podes “despi-los”.

Ao identificar os novos comportamentos, passarás a vivê-los. No entanto, um comportamento automático tem muita força, e é natural que existe um período de transição entre um comportamento e outro, que é caracterizado pela convivência dos dois comportamentos.

À medida que te focas no novo comportamento, em vez do antigo, até que este passe a automático, pode existir alguma frustração. Algumas pessoas acham que não conseguem, que é árduo, que estão a fracassar. No entanto, ser visto desta forma é erróneo. Todo o processo é natural, e não se trata de fracasso.

Algumas características que podes utilizar e que são úteis: a tenacidade, a perseverança, o empreendedorismo, a verdade, a confiança, a integridade.

As atitudes também são determinantes nos teus comportamentos. Será relevante fazer uma reflexão sobre as que usas. Pesquisar sobre o que é atitude, uma vez que é algo que determina os comportamentos, e não, os comportamentos em si.

Ana Guerra
(escrita sem Acordo Ortográfico)

Enviar um comentário